3 ETAPAS PRINCIPAIS PARA GARANTIR UMA LICENÇA DE FABRICAÇÃO DA MACONHA



3 ETAPAS PRINCIPAIS PARA GARANTIR UMA LICENÇA DE FABRICAÇÃO DA MACONHA

 3 ETAPAS PRINCIPAIS PARA GARANTIR UMA LICENÇA DE FABRICAÇÃO DA MACONHA
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
É um osso duro de roer, mas uma vez que você vai estar enfrentando, é muito menos concorrência.


Nos últimos anos, a indústria de uso adulto da Califórnia registrou um boom na demanda do consumidor, mas surpreendentemente apenas um pontinho nos fabricantes.

Em janeiro de 2019, havia cerca de 5.000 empresas licenciadas de maconha na Califórnia. No entanto, existem apenas cerca de 400 fabricantes com licenças temporárias para atender a indústria, de acordo com o Departamento de Saúde da Califórnia (CDPH). Com mais empresas mergulhando no mercado e o aumento na demanda do consumidor, por que ainda há tão poucos fabricantes licenciados?

A questão decorre do rigoroso processo de licenciamento em si, bem como dos obstáculos imprevistos que os fabricantes podem enfrentar ao tentar obter as devidas autorizações dos municípios estaduais e municipais.

Ao procurar estabelecer uma operação de fabricação legalmente, é importante que os operadores considerem o processo de licenciamento com antecedência e proativamente planejem atender e exceder os padrões de conformidade e segurança, bem como navegar por circunstâncias imprevistas que possam surgir durante o processo.

Quer garantir uma licença de fabricação de cannabis da maneira correta? Aqui estão os passos.

1. OBTER A APROVAÇÃO LOCAL 
Antes de obter uma licença do estado, os operadores devem primeiro buscar a aprovação dos municípios locais para realizar negócios em seus locais atuais. Para os fabricantes baseados em cannabis, o processo geralmente vai além de garantir a aprovação do uso da terra e das permissões de zoneamento e licenças comerciais de cidades e condados, as principais autoridades reguladoras do uso da terra. Para ajudar a garantir a segurança dos funcionários e dos inquilinos ou propriedades adjacentes, muitas vezes, o operador trabalhará com os departamentos locais de bombeiros e policiais, além do planejamento urbano, a fim de atender aos padrões de conformidade e segurança.

Além disso, os municípios locais são obrigados a avaliar se o projeto pode ter implicações negativas no meio ambiente. Na maioria dos casos, um fabricante de maconha assumirá uma instalação existente ou propriedade comercial, o que pode exigir apenas pequenas atualizações que provavelmente não afetarão a área circundante. No entanto, para os fabricantes que buscam iniciar um novo local ou criar uma nova instalação, isso pode exigir que o município realize uma revisão ambiental, o que pode resultar em um custo suplementar.


2. GARANTIR LICENÇAS DE CONSTRUÇÃO E CERTIFICADO DE OCUPAÇÃO
Depois de obter a aprovação dos governos locais, um fabricante provavelmente precisará obter uma licença de construção para melhorar a instalação, incluindo a construção de salas de laboratório, a instalação de equipamentos operacionais e de segurança e atualizações de equipamentos e móveis. Assim que as atualizações forem concluídas, o prédio deve ser inspecionado e garantir um Certificado de Ocupação, a fim de ser considerado adequado para uso.


3. PREENCHA TODOS OS PEDIDOS DE LICENCIAMENTO 
Cada estado tem sua própria agência governamental que supervisiona o processo de licenciamento. Na Califórnia, os fabricantes de cannabis comerciais devem obter o licenciamento do Branch Manufactured Cannabis Safety Branch (MCSB) da CDPH. Os pedidos de licenças anuais podem ser enviados online.

O aplicativo requer informações sobre o negócio, seus proprietários, detentores de interesse financeiro, instalações operacionais e procedimentos para descarte de resíduos, controle de estoque e qualidade, transporte e segurança. Além disso, o operador deve ter vários documentos à mão, prontos para serem carregados, incluindo documentos de formação comercial, comprovante de fiança, declarações escritas pelo proprietário, diagrama de premissas, evidência de conformidade com a Lei de Qualidade Ambiental da Califórnia (CEQUA), entre outros.

Em termos de tempo, depende do município local, mas em geral é seguro assumir que todo o processo para obter uma licença de fabricação pode ser obtido dentro de 12 a 24 meses, sendo o período de espera maior nos mercados mais novos, como Califórnia (os candidatos devem planejar por 18 a 24 meses) e pelo menos 12 meses em mercados estabelecidos como o Colorado.

Em última análise, quando se trata de garantir uma licença de fabricação de cannabis, o conhecimento é fundamental, por isso é importante que os operadores mantenham uma visão realista do processo e planejem de maneira antecipada.

FONTE: https://www.greenentrepreneur.com/article/336261