3 PERGUNTAS PARA AJUDÁ-LO A DECIDIR SE VOCÊ DEVE ABRIR UM NEGÓCIO DE CANNABIS



3 PERGUNTAS PARA AJUDÁ-LO A DECIDIR SE VOCÊ DEVE ABRIR UM NEGÓCIO DE CANNABIS

3 PERGUNTAS PARA AJUDÁ-LO A DECIDIR SE VOCÊ DEVE ABRIR UM NEGÓCIO DE CANNABIS
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O trecho a seguir é de The Staff of Entrepreneur Media, Inc. e o livro de Javier Hasse, Start Your Own Cannabis Business. 

As perguntas a seguir não só permitem que você descubra se pode (e deve) participar do setor de cannabis, mas também moldará seu negócio daqui para frente. Responder a estas questões será essencial para criar o seu plano de negócios e modelo financeiro, para determinar as suas necessidades de capital e solicitar uma licença, se precisar de uma. Então, sente-se, faça a si mesmo essas perguntas e pense nelas - difícil. As respostas que você der devem ser firmes e claras. Você está pronto?

1. Este negócio é o certo para você?
O apoio à legalização da cannabis nos EUA está em um nível recorde. Em abril de 2016, a CBS News divulgou uma pesquisa mostrando que 61% dos americanos acreditam que a maconha deveria ser legal. Esse número subiu para 64% até outubro de 2017, de acordo com uma pesquisa da Gallup.

Como Gallup conclui, esses números demonstram que, à medida que os resultados positivos da legalização se tornam mais evidentes em vários estados, a percepção pública da maconha está mudando, e o estigma em torno da maconha está sendo constantemente superado - em grande parte impulsionado pelo movimento pró-maconha medicinal. "O único estigma real que permanece hoje está relacionado à ilegalidade da cannabis, e não à percepção pública", argumenta Tom Adams, da BDS Analytics.

3 PERGUNTAS PARA AJUDÁ-LO A DECIDIR SE VOCÊ DEVE ABRIR UM NEGÓCIO DE CANNABIS

"Os regulamentos em torno da cannabis estão mudando rapidamente em todo o mundo, junto com a aceitação social", diz Derek Riedle, fundador e CEO da Civilized, uma empresa de mídia de cannabis e estilo de vida. "Pense nisso na plenitude do tempo: dentro de alguns anos, a oposição à cannabis será marginalizada à medida que a cannabis se tornar mais popular e as pessoas continuarem a perceber que não é o 'bicho-papão' que nos é dito há gerações." Dito isto, Scott Greiper, da Viridian Capital Advisors, alerta que uma porcentagem da população americana ainda desaprova a maconha.

Também há implicações legais: qualquer um que queira se envolver nesse setor tem que assumir o risco de reputação e o risco legal. 

2. Você está preparado para o modelo de negócios único?
Além do risco de perseguição e apreensão de ativos, os empreendedores de cannabis têm de lidar com os riscos de administrar uma empresa que lida principalmente com dinheiro, já que a maioria das instituições financeiras tradicionais - bancos, emissores de cartões de crédito - não fornecerão serviços para o setor. É por isso que contratar um serviço de segurança será essencial.

Tyler Stratford, da Canna Advisors, acrescenta que esta é uma indústria para pessoas com pele grossa. "Você precisa resistir e lutar contra as adversidades neste espaço e estar disposto a ajudar a mudar o rumo", diz ele. "Esteja pronto para ser um operador e defensor da indústria."

Não importa quão progressiva a nossa sociedade tenha se tornado, ainda não estamos completamente familiarizados com a cannabis; não estamos acostumados a tê-la por perto, como o álcool. Então, qualquer um que abra uma das primeiras operações em qualquer jurisdição tem que ser um defensor.

Como empreendedor, você terá que "ser capaz de explicar por que isso não é algo a ser temido. A maconha tem sido parte de nossa cultura há milhares de anos; somente por um curto período de tempo ela foi colocada em proibição." Diane Czarkowski, co-fundadora da Canna Advisors, acrescenta. "Se você não pode falar sobre isso com as pessoas, eu não vejo como você vai ser bem sucedido, pois você vai continuar perpetuando o mesmo sistema de crença."

Portanto, prepare-se para desafiar o estigma, educar, defender e lutar, tanto pelo direito das pessoas de usar cannabis como pelo seu direito de gerir um negócio de cannabis. 

3. Você está confortável com a incerteza e mudanças frequentes?
"Nada disso já foi feito antes", afirma Czarkowski. "Às vezes, a mudança acontece com tanta frequência que você não tem tempo de implementar a última alteração antes de fazer uma alteração novamente."

É claro que há questões que você terá de assumir como empreendedor para começar um negócio em qualquer setor: você está pronto para colocar toda sua fé em suas habilidades de solução de problemas, arriscando sua segurança financeira na busca de uma recompensa maior?

"Você precisa ser capaz de chegar à beira do precipício e decidir que vai pular", conclui Riedle, da Civilized. "Como você nem sempre sabe onde fica o local de pouso, seu desafio é construir uma asa-delta e, eventualmente, transformar a asa-delta em um avião e, em última análise, em um jato."

Fonte: Entrepreneur