A EMPRESA DE INVESTIMENTOS EM CANNABIS PRIVATEER HOLDINGS ANUNCIOU APLICAÇÃO ADICIONAL DE U$ 60 MILHÕES, CHEGANDO A UM TOTAL DE U$ 200 MILHÕES



A EMPRESA DE INVESTIMENTOS EM CANNABIS PRIVATEER HOLDINGS ANUNCIOU APLICAÇÃO ADICIONAL DE U$ 60 MILHÕES, CHEGANDO A UM TOTAL DE U$ 200 MILHÕES

A EMPRESA DE INVESTIMENTOS EM CANNABIS PRIVATEER HOLDINGS ANUNCIOU APLICAÇÃO ADICIONAL DE U$ 60 MILHÕES, CHEGANDO A UM TOTAL DE U$ 200 MILHÕES
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A empresa de oito anos opera quatro empresas de portfólio divulgadas, incluindo o site de pesquisa sobre strains o Leafly , que recentemente teve demissões , e a produtora de cannabis medicinal a Tilray. A empresa usará o novo dinheiro para aumentar suas empresas atuais; fazer mais aquisições; e lançar seus próprios novos empreendimentos globalmente.

A Privateer, que duplicou sua receita em 2017, não divulga investidores específicos, mas disse que é apoiada por indivíduos de alto patrimônio, escritórios familiares e investidores institucionais.

Brendan Kennedy, CEO e co-fundador da Privateer, disse que cerca de 40% do dinheiro novo veio de investidores existentes, com o restante de novos.

O banqueiro já havia arrecadado U$ 58 milhões em agosto de 2017. Em abril de 2015, levantou uma rodada da série B de U$ 75 milhões de investidores como Funder's Fund, a empresa de capital de risco iniciada pelo co-fundador do PayPal, Peter Thiel, um investidor de empresas como Facebook, LinkedIn, Yelp, SpaceX e outros.

Claramente, muitos acreditam em grandes retornos potenciais dos produtos e serviços relacionados à cannabis na medida que mais governos legalizam o uso da cannabis. Vermont tornou-se o nono estado dos EUA a legalizar o uso recreacional da cannabis e o primeiro a legislar. Cada vez mais americanos apoiam a legalização.

Enquanto isso, o Canadá está pronto para legalizar a cannabis em julho. Em julho, o Uruguai tornou-se o primeiro país a legalizar a cannabis.


Kennedy disse que a Privateer está focada em oportunidades fora da América, embora esteja vendendo seus produtos de cannabis Marley Natural e Goodship nos EUA, onde o procurador-geral Jeff Sessions recentemente assinou uma lei da era de Obama que limitava a interferência federal com os programas estaduais de cannabis. Kennedy disse que há menos riscos e mais certeza em países de todo o mundo.

"Os EUA são uma ótima fonte de investidores nesta indústria , não é apenas o melhor lugar para implantar capital neste momento", disse ele.

Kennedy espera que haja 40 países com a cannabis medicinal legalizada até o final de 2018.Hoje já tem mais de 30.

"Ainda é muito cedo em uma indústria em rápido crescimento", disse ele. "Para os investidores que acreditam que o fim da proibição é inevitável, ainda é um momento perfeito para fazer esse investimento".

Kennedy, é graduado do MBA da Yale e anteriormente era COO no SVB Analytics, acrescentou: "Eu diria que é a indústria mais quente do mundo que tem um produto real que você pode segurar em suas mãos".

A Privateer, que emprega 50 pessoas em Seattle, também anunciou hoje que seus fundadores vão doar “equivalentes a U$ 5 milhões na avaliação atual da empresa para ajudar as comunidades prejudicadas pela proibição de cannabis". Kennedy disse que isso significa ajudar a expurgar registros de infratores de drogas não violentos , por exemplo.

FONTE : https://www.geekwire.com/2018/marijuana-investment-firm-privateer-holdings-raises-60m-total-funding-eclipses-200m/?mc_cid=926272db78&mc_eid=4a5a10fdd5