CBD DEVERÁ TER CRESCIMENTO EXPLOSIVO NA UNIÃO EUROPÉIA



CBD DEVERÁ TER CRESCIMENTO EXPLOSIVO NA UNIÃO EUROPÉIA

CBD DEVERÁ TER CRESCIMENTO EXPLOSIVO NA UNIÃO EUROPÉIA
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Como os grupos de defesa lutaram pela legalização tanto no nível estadual quanto no federal, os mercados de CBD e maconha nos Estados Unidos experimentaram um enorme crescimento nos últimos anos, na medida em que uma estimativa sugere que o mercado legal de maconha valerá mais que US $ 146 bilhões até 2025. Embora a União Européia tenha experimentado um crescimento menos explosivo do mercado de cannabis devido às complexas e variadas regulamentações de cannabis em cada país, isso está prestes a mudar, segundo um relatório recente do Brightfield Group, uma empresa de análises e pesquisas de mercado.

De acordo com o relatório, o mercado europeu de CBD está estimado em US $ 416 milhões até o final de 2019, e US $ 1,7 bilhão até 2023. O mercado de cannabis em geral - que inclui todos os produtos de cannabis, inclusive recreativos - também está pronto para experimentar um crescimento rápido, de US $ 318 milhões em 2018 para quase US $ 8 bilhões até 2023.

Este crescimento tem sido mais lento do que nos Estados Unidos, em parte porque, na UE, a CBD é limitada ao uso tópico e produtos de tabaco, enquanto seu uso em ingestíveis (como aditivos alimentares, tinturas e cápsulas) é proibida. Isso pode mudar, no entanto, na sequência de uma alteração proposta pela Agência Europeia de Segurança Alimentar para permitir a CBD em produtos ingeríveis, o que poderia acontecer no final do ano.

O mercado legal de cannabis também deve crescer, particularmente seguindo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para reescalonar a cannabis, e uma votação do Parlamento Europeu no mês passado para aumentar o acesso das nações da UE à maconha medicinal, bem como conduzir mais pesquisas sobre seus efeitos na saúde pública. Embora a resolução não tenha implicações jurídicas vinculantes, ela ressaltou o crescente sentimento pró-legalização na União Européia. (Na Holanda, por exemplo, que tem um mercado cinza no varejo há décadas, os legisladores têm endurecido cada vez mais as restrições ao cultivo e uso da maconha. Ainda assim, 65% dos holandeses dizem apoiar a legalização completa da cannabis.)

Apesar desses números otimistas, Bethany Gomez, diretora executiva da Brightfield, diz que os investidores de maconha devem abordar os mercados da UE com cautela. "A CBD está atualmente proliferando através de um conjunto de regulamentações amplamente diferentes em toda a Europa, o que tornou um mercado muito estranho e fragmentado", diz ela. “No entanto, à medida que a União Européia dá mais regulamentações em nível continental, esperamos que esse caminho acidentado alongue e que um quadro mais racional se desenvolva, mas esse crescimento será incremental por natureza.”

Fonte: Rolling Stones