Com a alta das pautas sobre saúde, principalmente na internet, envolvendo qualidade de vida e a crescente busca por estilos de vida saudáveis, alternativas mais sustentáveis ao corpo e ao meio ambiente estão ganhando destaque. Não à toa, o veganismo nunca teve tantos adeptos como atualmente.

Nessa onda, a cannabis tem ganhado grande foco de atenção. O cânhamo, espécie da cannabis que possui uma quantidade de THC insuficiente para causar efeitos psicoativos, é considerado um grande aliado do meio ambiente por poder ser aproveitado por inteiro. Desde as raízes, até o caule e suas sementes podem se transformar em objetos úteis do nosso dia a dia. Por exemplo: o cânhamo tem potencial em ser um substituto biodegradável de materiais como plástico, papel, tecido e concreto.

No setor alimentício, a planta também tem seu lugar de destaque. A BDS Analytics, empresa de pesquisa de mercado, estima que o mercado de alimentos e bebidas com presença de cannabis chegará a US$ 5,9 bilhões até 2024. Isso representa um aumento de US$ 906 milhões em vendas projetadas em 2019, com US$ 560 milhões, ou cerca de 62%, provenientes de dispensários, segundo a vice-presidente sênior de desenvolvimento comercial da BDS Analytics.

Sementes de cânhamo e suas possibilidades

As sementes do cânhamo, que não contêm naturalmente THC ou CBD, são um alimento promissor para o mercado de nutrição esportiva. 30% de suas calorias vêm das gorduras insaturadas e 25% são proteína. Segundo nutricionista, elas também apresentam alto teor de fibras, que induzem a saciedade precoce e também equilibram a função intestinal, estimulam a desintoxicação orgânica.

Fora do Brasil, além da grande oportunidade de mercado para suplementos produzidos à base de sementes de cânhamo – conhecidas como hemp seeds –, ela também é consumida através do leite de cânhamo, que pode ser preparado em casa a partir das sementes descascadas. Muita gente ainda não conhece, mas o Hemp Milk é uma alternativa vegetal para o leite de vaca, rico em proteínas de alta qualidade, gorduras e minerais saudáveis.

Cerveja com cannabis

Desenvolvida pela startup canadense Province Brands, promete ser a primeira cerveja realmente à base de cannabis. A bebida tem como ingredientes os talos, caules e as raízes de planta, partes que em geral são descartadas por produtores, que utilizam as flores e folhas. Todo o álcool produzido nesse processo é removido ao seu término, mas a cerveja possui quantidades significantes de CBD e THC.