Cannabis e Europa é uma combinação para lá de antiga. Os registros históricos mostram a presença da planta no velho continente desde a época do Império Romano. Assim como no resto do mundo, nas últimas décadas do século passado, ela foi relegada à ilegalidade em muitos países, mas nunca sumiu de fato. A Holanda, nação situada na região dos países baixos, é um exemplo de local que sempre atraiu turistas pela possibilidade do consumo descriminalizado da cannabis, inclusive para fins recreativos.

Com a virada do século, veio também a virada da cannabis. A onda da cannabis medicinal chegou com força do outro lado do Atlântico e a região é hoje um dos mais promissores mercados do mundo no segmento.

O sul da Europa tem climas adequados para o cultivo, enquanto as nações da Europa do Norte e Ocidental (particularmente Alemanha, República Tcheca e Holanda) criaram padrões rígidos de qualidade farmacêutica para suas instalações de produção. Existe ainda um grande desenvolvimento na Holanda, Grécia, Dinamarca e República Tcheca em direção ao cultivo doméstico de cannabis e capacidades de exportação.

Com tanta movimentação acontecendo, empresas de dentro e fora do continente têm se mobilizado para ocupar o mercado de cannabis europeu e se beneficiar de seu potencial.

mercado de cannabis europa

Empresas que estão na frente no mercado de cannabis na Europa

Conheça as empresas que estão na frente no mercado de cannabis na Europa, listamos abaixo algumas delas:

Canopy Growth

A canadense Canopy Growth comprou a produtora espanhola de cannabis

licenciada Cáñamo y Fibras Naturales (Cafina) e, assim, criou uma base para expandir sua pegada de produção europeia em uma das regiões de cultivo mais ideais do mundo.

A empresa já possuía uma planta de produção licenciada de 40 mil metros quadrados em Odense, na Dinamarca, bem como uma instalação com certificação internacional em na Tütlingen, na Alemanha.

A Cafina é uma das três empresas espanholas autorizadas a cultivar, distribuir e exportar cannabis com mais de 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC) para fins medicinais e de pesquisa. Com esta aquisição a, a Canopy Growth melhorou seu posicionamento de longo prazo para atender à demanda em toda a Europa por cannabis medicinal e produtos CBD. 

Posteriormente, a Canopy firmou ainda uma parceria com um segundo produtor licenciado na Espanha que produz flores de cannabis para a empresa sob acordo de fornecimento.

Seguindo sua incursão europeia, em maio de 2019, a Canopy Growth adquiriu a empresa alemã C3 (Cannabinoid Compound Company), fundada pela também alemã Bionorica SE, por r € 225,9 milhões. Esta transação promoveu a expansão da canadense nos mercados

europeus com medicamentos prescritos e deu à empresa acesso imediato a uma riqueza de

conhecimento e propriedade intelectual que a C3 desenvolveu em seus quase 20 anos de pesquisa e desenvolvimento em sintéticos, naturais e produtos médicos de cannabis.

Medcan Pharma

A dinamarquesa Medcan Pharma foi fundada em 2017 e pouco tempo depois, em janeiro de 2019,  comprada pela Claudio Bidco, empresa controladora da Fertin Pharma. A organização atua há anos em pesquisas voltadas ao desenvolvimento de produtos inovadores contendo canabinoides, com foco principal no crescimento rápido do mercado de cannabis medicamentosa.

Com a aquisição, a MedCan Pharma passou a ter acesso às fortes capacidades da Fertin Pharma em gomas de mascar e outros sistemas de administração oral. A transação deu também uma escala global para a atuação da MedCan, por meio da estrutura existente da Fertin Pharma.

Atualmente, a Medcan Pharma tem escritórios na Dinamarca, seu país de origem, Alemanha, e Reino Unido, com atividades que incluem cultivo e processamento da planta para os mercados medicinal e alimentício.

Cannamedical Pharma

A Cannamedical Pharma se define como o único atacadista alemão independente de Cannabis. A empresa tem relações comerciais com cerca de 3,5 mil farmácias em toda a Alemanha e afirma ter a maior e mais estável cadeia de suprimentos do segmento em toda a União Europeia, com acesso a 40 mil kg de Cannabis medicinal, que é vendido sob o rótulo Cannamedical. 

Em abril de 2020, a startup sediada em Colônia, na Alemanha oriental, fechou uma rodada estratégica de investimento da Série A de € 12 milhões.

A empresa atua ainda com cursos de capacitação e ações de conscientização em relação ao uso da cannabis medicinal.

Rainbow

Fundada em 2019, a startup francesa Rainbow combinou técnicas antigas de cura com tecnologia moderna para criar produtos para alívio do estresse. Até agora, eles lançaram duas marcas de bem-estar no Reino Unido e na França: Kaya e Peace & Skin.

O primeiro produto da Kaya é o chiclete relaxante, enquanto o Peace & Skin ajuda as pessoas a combater os efeitos do estresse sobre a pele, com produtos orgânicos de plantas adaptógenas e à base de cânhamo.

NOBL 

O Grupo NOBL nasceu em 2019 como um grupo de mídia, dados, tecnologia e consultoria, cujo portfólio de empresas próprias inclui algumas das marcas mais respeitadas do setor, como de Prohibition Partners, Atalis, Cannabis Europa e European Cannabis Week.

No início de 2020, eles anunciaram o fechamento de sua rodada da Série A e uma injeção de capital de € 14 milhões.

Do mercado de cannabis na Europa para o Brasil

Essas são algumas empresas que estão se destacando no  mercado de cannabis europeu. Contudo ainda  existem muitas outras empresas fazendo bonito e aproveitando o potencial do mercado de cannabis não apenas na Europa, mas em todo mundo incluindo o Brasil.

Para conhecer o mercado de cannabis no Brasil, acesse nosso artigo: Mercado da cannabis no Brasil: terreno fértil para boas ideias.

Vem ai: Cannabis Thinking 2021! Evento presencial.