O mercado de cannabis no Canadá é pioneiro. A liberação do uso medicinal aconteceu em 2001, quando o assunto ainda era pouco difundido e, em 17 de outubro de 2019, se tornou o primeiro a legalizar o uso adulto da planta, entre os países do G7 – grupo das nações mais industrializadas do mundo, composto por: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

O pioneirismo atraiu investimentos de quem via oportunidades na cannabis. E, vinte anos depois, o resultado é que lá está boa parte das maiores e mais lucrativas empresas do segmento.

Com este mercado em plena efervescência, o país se tornou também um polo de inovação. Segundo o recente relatório Cannabis – Pesquisa, Inovação e Tendências de Mercado, que traça amplo panorama do setor, o Canadá é o segundo no mundo em quantidade de pesquisas registradas e patentes solicitadas na área. Além disso, a Universidade de Toronto está entre os cinco principais institutos acadêmicos ativos no campo da cannabis.

A publicação aponta também que, junto com os Estados Unidos, os canadenses serão responsáveis pela maior parte – US$ 35,17 bilhões – dos US$ 55,3 bilhões projetados para o mercado global de cannabis em 2024. Para você entender melhor este cenário, listamos neste artigo empresas que se destacam no mercado canadense.

Mercado de cannabis no Canadá: conheça as três empresas em destaque

cbd

Aurora Cannabis 

Uma das maiores produtoras de cannabis do mundo, a canadense Aurora foi fundada em 2006. Atualmente, opera instalações de cultivo não somente em todo o Canadá, mas na Europa, Ásia, América Latina e Oceania. Adicionalmente, a empresa mantém relações comerciais com cerca de 25 países. 

Em 2017, a Aurora também obteve licença para processar a planta e, desde então, comercializa linhas de óleos de cannabis.

Trata-se de um player bastante ativo do mercado de cannabis em todo o mundo e, consequentemente, se envolveu em muitas aquisições, parcerias e fusões nos últimos anos.

Em julho de 2018, a Aurora Cannabis estabeleceu acordo de parceria com o Evio Beauty Group, fazendo investimentos estratégicos para o desenvolvimento de uma linha de produtos cosméticos de óleo de semente de cânhamo de marca conjunta. Desse movimento nasceu ainda uma coleção de produtos com infusão de canabidiol (CBD).

No mesmo ano, a empresa concluiu a aquisição da CanniMed Therapeutics, criando um braço interno para liderar iniciativas de pesquisa científica, educação e desenvolvimento de produtos.

Para garantir sua presença no promissor mercado da América do Sul, também em 2018, a Aurora Cannabis firmou acordo de aquisição com o ICC Labs, organização líder do setor por aqui. No momento do acordo, o ICC tinha mais de 70% de participação de mercado no Uruguai, primeiro país do mundo a legalizar a cannabis para consumo adulto, além de possuir licenças na Colômbia para a produção de cannabis medicinal.

A entrada em território mexicano não demorou e foi concretizada por meio da aquisição da Farmacias Magistrales, única importadora federal licenciada de matérias primas contendo THC do país à época.

Já em 2019, para fortalecer a presença na Europa, a Aurora Cannabis celebrou um contrato de licença comercial com a EnWave Corporation. Esse acordo proporcionou à Aurora os direitos exclusivos da tecnologia de secagem Radiant Energy Vacuum (REVTM), patenteada da EnWave, para produção de materiais de cannabis na União Europeia, com exceção de Portugal.

Canopy Growth 

Nascida como Tweed Marijuana Inc., em 2013, a empresa de cannabis com sede em Ontário é focada na produção de produtos. O empreendimento foi renomeado em 2015, após a fusão com a Bedrocan Canadá. Atualmente é a maior empresa de cannabis do mundo.

Assim como a Aurora Cannabis, a organização tem se movimentado com fusões, acordos e parcerias para expandir e garantir a manutenção de seu protagonismo no mercado mundial de cannabis.

Em outubro de 2019, a Canopy Growth adquiriu a empresa de pesquisa global baseada em canabinoides Beckley Canopy Therapeutics, incluindo a joint venture Spectrum Biomedical UK, visando aumentar a amplitude de suas pesquisas clínicas.

No ano passado, a gigante canadense anunciou a aquisição da participação majoritária na BioSteel Sports Nutrition, fabricante de produtos de nutrição esportiva, assegurando sua entrada no segmento. 

O investimento desempenhou papel fundamental no avanço do plano da Canopy Growth de expansão para novos mercados, cobrindo produção, distribuição e comercialização de produtos à base de CBD.

Ainda em 2020, a Canopy Growth anunciou parceria com a Martha Stewart e Marquee Brands, com o objetivo de lançar uma nova linha de suplementos de bem-estar, derivados de cânhamo de qualidade premium.

Para fechar 2020, Canopy Growth e Acreage Holdings anunciaram o desenvolvimento de um plano para comercializar o portfólio diversificado de bebidas da Canopy Growth nos Estados Unidos. Com a liderança nos mercados de uso adulto legal nos estados norte-americanos de Illinois e Califórnia, a Acreage lançou as formulações de bebidas THC seletas no verão de 2021.

Também neste ano, atenta ao segmento premium e disposta a atrair os jovens, a Canopy anunciou a compra da Ace Valley, empresa de Toronto que fabrica vapes, gomas e pré-rolos. E a onda de aquisições não parou por aí. Foi firmado acordo de US$ 435 milhões com a canadense Supreme Cannabis Co. Inc., dona das marcas 7Acres, Sugarleaf e Hi-way. Elas se juntarão à lista da Canopy, que já inclui as marcas Tweed (reconhecida marca de cannabis), Tokyo Smoke (cannabis blend), Quatreau (bebidas com CBD) e Doja (linha de cultivo premium).

Aphria 

Fundada em 2014, a Aphria é mais uma das pioneiras da cannabis no Canadá e, desde o início de suas operações, está entre as maiores produtoras e distribuidoras de cannabis medicinal do país.

Acompanhando a onda de crescimento do mercado e em consonância com os concorrentes, os últimos anos da Aphria foram marcados por muitos acordos, parcerias e aquisições de outras organizações.

Em janeiro de 2018, a Aphria comprou a Nuuvera, empresa global de cannabis com forte presença na Europa, África e Oriente Médio. Esse passo teve como objetivo tornar a empresa em um fornecedor global de cannabis premium.

Na Argentina, a empresa assumiu a propriedade da importadora farmacêutica e atacadista ABP SA, licenciada para importar óleo de CBD. Já na Jamaica, obteve participação de 49% na Marigold Projects Jamaica Ltd., que tem licença para cultivar, processar e vender cannabis nos mercados de medicamentos e nutracêuticos do país.

Em 2019, Aphria e Rapid Dose Therapeutics (RDT) assinaram um contrato de licença exclusiva para fabricar, distribuir e vender, no mercado canadense, produtos com a tecnologia QuickStripTM – sistema de administração oral de drogas de dissolução rápida. O método inovador caracterizado pela rapidez, conveniência, precisão e discrição proporciona aos consumidores de cannabis uma alternativa sem fumo e, ao mesmo tempo, oferece benefícios para a saúde e melhora os resultados dos pacientes.

No ano passado, a Aphria firmou acordo estratégico de fornecimento com a Canndoc., subsidiária da InterCure Ltd., produtora de cannabis medicinal estabelecida em Israel. Essa foi a porta de entrada da empresa no Oriente Médio.

Também em 2020 a Aphria adquiriu a SW Brewing Company, cervejaria artesanal independente nos Estados Unidos.

Praticamente no encerramento do último ano ainda realizou a fusão com a também canadense Tilray. A transação criou uma gigante empresa internacional de cannabis, com valor patrimonial combinado de aproximadamente US$ 3,9 bilhões. Com a união, as empresas combinadas passaram a operar sob o nome Tilray, com escritórios nos Estados Unidos, Canadá, Portugal e Alemanha.

Saiba mais sobre Mercado de cannabis no Canadá 

Como dissemos, o mercado de cannabis no Canadá é um dos mais consolidados do mundo e isso se reflete no número de empresas com expressão internacional que existem por lá. Essas são três das mais importantes, mas se quiser saber mais, acesse o relatório Cannabis – Pesquisa, Inovação e Tendências de Mercado completo na área de reports, aqui no nosso site.