O cenário das pesquisas e negócios, além de todas as possibilidade que se refere à cannabis ganhou muita dinamicidade nos últimos anos e muda a cada momento. Para todos poderem entender melhor em que pé estamos, lançamos recentemente o relatório Cannabis – Pesquisa, Inovação e Tendências de Mercado, que traça um amplo panorama e avalia tendências, tanto no âmbito científico, quanto no de negócios.

A publicação tem como base um levantamento realizado pela Clarivate Analytics e Derwent, que nós, da The Green Hub, adaptamos ao mercado brasileiro e disponibilizamos gratuitamente aqui no nosso site.

Pesquisas e negócios no mundo

Adiantamos que o conteúdo que vão encontrar no relatório desenha um futuro promissor. O mercado global de cannabis legal, de acordo com o relatório, está estimado em US$ 55,3 bilhões em 2024. A maior parte dessa fatia deverá ficar com Estados Unidos e   Canadá, já a América Latina deverá responder por US$ 824 milhões.

Os norte-americanos  também estão na frente em relação às pesquisas – 50% é baseada nos EUA e o Canadá vem logo na sequência.

O relatório destaca, ainda, que a indústria farmacêutica lidera o setor, mas a cannabis encontra cada vez mais polivalência em seus usos, como a gente sempre mostra por aqui. Empresas de todos os portes, voltadas a bens de consumo, bem-estar e beleza, têxteis, alimentos e bebidas, entre outras, aguardam o relaxamento das restrições para também ampliar o mercado de atuação. O setor agrícola é outro que manifesta crescente interesse devido às já comprovadas qualidades da planta na preservação ambiental.

América Latina está para negócios

Nosso CMO,  Marcelo de Vitta Grecco, destaca o quão promissor é também o panorama latino-americano. “Com base no volume de registro de patentes e de pesquisas realizadas ao redor do mundo, foco principal deste trabalho, é possível enxergar para onde caminha o setor.  Quem quiser investir no Brasil precisa entender esse cenário mundial e traçar um plano local de longo prazo. Em contrapartida, há oportunidades gritantes muito perto de nós, em vizinhos da América Latina”, afirma.

Além do CBD e THC, o estudo aponta o crescente interesse da indústria em explorar mais o  Cannabigerol (CBG), canabinoide ainda pouco conhecido.

Acesse aqui para baixar o relatório e divulgue por aí. Informação é um fator muito importante para derrubar preconceitos e para que este mercado se consolide no Brasil.