Semente de cânhamo, aceita? 

Vitaminas, minerais, ácidos graxos, ômega 3 e ômega 6, fibras, ajuda no colesterol bom e combate o ruim. Poderíamos estar falando de um complexo vitamínico de última geração, anunciado com entusiasmo em algum canal de TV, mas todos estes benefícios são encontrados na semente de cânhamo, também conhecida como hemp seeds lá fora.

Nunca ouviu falar? É… nem você e nem a maioria dos brasileiros. O cânhamo é uma variação da cannabis sativa, planta carregada de preconceitos e com o cultivo proibido no país.

Mas, para além das nossas fronteiras, essa pequena sementinha – cabem cerca de 600 em uma única colher de sopa – já é reconhecida como um superalimento, produzida em larga escala e consumida como um ingrediente saudável, nutritivo e saboroso. 

Conheça os benefícios e nutrientes da semente de cânhamo

Benefícios da semente de cânhamo

Ácidos graxos

100 gramas de sementes de cânhamo contêm 25% de proteína, 35% de hidratos de carbono e 35% de ácidos gordos, também conhecidos como ácidos graxos. Talvez pareça um tanto estranho, mas sem eles, o corpo pode ter dificuldade em transformar o alimento em energia. Por isso, a ausência dessa substância causa uma série de disfunções, que podem afetar desde a saúde da pele e dos rins, até causar problemas cardiovasculares, como a arritmia cardíaca.

Fibras

Quem nunca ouviu falar que fibras regulam o intestino e fazem bem para a pele? Além disto, elas também auxiliam no combate à depressão, à ansiedade, à insônia, ao hipotiroidismo e às dores musculares e de cabeça, além de ajudar a regular o colesterol e a diminuir os níveis de açúcar no sangue. E adivinhem só: elas estão muito presentes na semente de cânhamo!

Para se ter ideia, em 42 gramas de semente de cânhamo – em média, quatro colheres de sopa – 2,5 gramas são fibras.

Arginina

A semente de cânhamo tem um alto grau de arginina, um aminoácido que produz óxido nítrico. Este por sua vez, é um gás molecular que aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos e, dessa forma, ajuda a diminuir a pressão arterial. Consequentemente, ele auxilia na diminuição dos riscos de desenvolver doenças cardiovasculares causadas pela pressão alta. 

Proteína

A semente de cânhamo contém proteína vegetal que, uma vez absorvida pelo organismo, produz efeitos idênticos aos da versão animal, com a única e boa diferença de ser mais saudável. Estudos com proteína vegetal têm mostrado benefícios para a saúde em relação à perda de peso, doenças cardíacas, doenças renais e até certos tipos de câncer.

Minerais

O consumo diário de, pelo menos, três colheres de sopa de semente de cânhamo pode garantir em torno de 50% do fósforo e do magnésio necessários por dia, além de 15% do ferro e 25% do zinco. 

Esses minerais apresentam nutrientes capazes de melhorar a saúde óssea, quando ingeridos de maneira regular e disciplinada.

Aminoácidos

As sementes de cânhamo também produzem aminoácidos essenciais que não são fabricados pelo corpo humano e que precisam ser ingeridos e absorvidos por meio da alimentação.

O volume ideal de aminoácidos a ser ingerido diariamente é de 25g no caso de mulheres, e 38g para os homens. Ou seja, por conter um alto índice desta substância na sua composição, a semente de cânhamo se torna mais uma aliada na hora de alcançar este volume.

Mas como ingerir sementes de cânhamo, afinal?

Como comer semente de cânhamo

Bom, deu para perceber como a semente de cânhamo pode ser benéfica para o organismo humano, não é? E olha que a gente nem listou tudo que ela tem de bom, porque é coisa demais para um texto só.

Então anote estas dicas para quando tiver acesso a este super alimento – o que atualmente no Brasil só é possível conseguir importando com prescrição médica:

  • As sementes de cânhamo têm sabor semelhante a nozes, pinhões ou sementes de girassol, e você pode comer crua ou tostada, com ou sem casca. 
  • É possível utilizá-las para fazer farinha, massas, sopas ou panquecas, e ainda em sobremesas ou adicionadas a iogurtes e frutas.
  • Outra opção é o óleo de cânhamo, que é extraído diretamente das sementes e é uma alternativa nutricional a produtos como azeite, manteiga ou óleo de coco na hora de cozinhar.

São várias as maneiras de incluir as sementes de cânhamo na nossa alimentação, mas antes precisamos combater o preconceito e divulgar os benefícios que esta planta pode trazer para a vida e saúde de todos.

Sementes de cânhamo para todos

Neste texto, tentamos mostrar rapidamente como a semente de cânhamo pode melhorar a saúde das pessoas através da alimentação. Com nutrientes de sobra, esta semente já é considerada um superalimento e em alguns países já faz parte das dietas de algumas pessoas. Dá até vontade de experimentar, não é mesmo?

E olhando de perto para estes benefícios e para as possibilidades desta planta fica fácil de entender seu potencial. Por isto, é importante difundir informação de qualidade para conseguirmos evoluir e eliminar o preconceito ao redor da cannabis.

Quem sabe, em breve o preconceito vai embora de vez e, com isto, esta nova opção chegue às prateleiras dos nossos supermercados!