A The Green Hub está inserida no Civi-Co, um prédio totalmente compartilhado por empresas com propósitos semelhantes. Os empreendedores que lá estão reunidos sonham com transformações positivas na sociedade, nos espaços públicos e no governo brasileiro, assim como geram empregos, renda e movimentam a economia.

Essa foi a pauta de um artigo escrito por Patrícia Villela Marino, cofundadora e presidente do Instituto Humanitas360, e Marcelo Grecco, cofundador e diretor de desenvolvimento de negócios na The Green Hub. Você pode ler a matéria por completa clicando aqui.

Um consultoria na área de cannabis como a The Green Hub luta contra o preconceito e desconhecimento, mas não parou um minto sequer de desenvolver novos projetos e consolidar os antigos durante a pandemia.

Já acelerou quatro startups e trabalha para levar informações à sociedade. construindo um ambiente mais favorável à informação do ecossistema de negócios do setor. A operação se consolida como um hub de governança para o mercado de cannabis e tem projeção de, pelo menos, dobrar seu volume de novos negócios e receitas em 2021.

Trecho retirado de matéria publicada na Folha de S. Paulo

A Patrícia também participou da primeira edição do Cannabis Thinking, em uma conversa caracterizada pelo embasamento político e social sobre o reflexo do uso da cannabis na sociedade e nosso papel quanto cidadãos na luta pela discriminalização da planta.

“Um tabu por falta de conceito, um tabu por falta de conhecimento, um tabu gerado pela simples proibição de que pesquisa científica fosse feita, de que diálogos fossem mantidos, de que a sociedade civil pudesse ser descortinada de preconceitos para a formação de conceitos”. Patrícia Villela Marino em palestra no Cannabis Thinking.

 

As inscrições para fazer parte do Cannabis Thinking 2.0 já começaram, mas ainda dá tempo de você garantir sua participação!